Educação

Cursos gratuitos são lançados no Mato Grosso do Sul

Pronatec Senac 2021 MS cursos gratuitos do segundo semestre 2021, serão lançados diversos cursos profissionalizantes em Campo Grande e mais cidades do Estado do Mato Grosso do Sul, os interessados devem ficar atentos, pois a partir do segundo semestre serão oferecidas cerca de 25.810 vagas para 143 cursos profissionalizantes grátis do Pronatec MS em diversas áreas profissionais e
para diferentes níveis de escolaridade, incluindo cursos voltados para o nível médio, nível superior e nível técnico.

Ao todo 23 cidades do MS serão agraciadas com os cursos, a
criação do Projeto visa a atender a falta de qualificação profissional existente na região e em contrapartida como a falta de qualificação faz com que a população de jovens continue sem expectativas no mercado de trabalho.

O Programa SENAC Educa em parceria com a Secretaria de
Educação e o Pronatec disponibilizará todos esses cursos, cursos que serão presenciais e a distância, os alunos terão ainda a possibilidade de realizar cursos de graduação e pós –graduação nas áreas de tecnologia em processos químicos ,tecnologia em logística, tecnologia em processamento de carnes ,tecnologia em gestão ambiental e tecnologia em
automação industrial.

Já os cursos profissionalizantes e técnicos darão oportunidades para o total de mais de mil vagas para os cursos de segurança do trabalho, automação industrial, logística e redes de computadores. Os cursos que serão oferecidos de forma gratuita serão todos voltados para a qualificação profissional e atenderão as áreas de vestuário, cursos grátis de tecnologia da informação, capacitação profissional na área de alimentos, profissões na área automobilística, cursos na área de construção civil, profissionais do couro e calçados e muito mais.

Educação

Inscrições para o Exame nacional do Ensino Médio

As inscrições para o ENEM – Exame nacional do Ensino Médio iniciaram segunda-feira e até sexta às 17 horas já eram quase um milhão de inscritos em todo o país. O número superou as expectativas do MEC, uma vez que as inscrições se encerram somente no dia 17 de julho.

O portal na internet recebeu 1,3 milhões de visitas, inclusive de outros 64 países, o que demonstra que o programa está tendo uma grande e positiva repercussão não somente no Brasil, mas também em outras nações.

Desde o anuncio de que as provas do ENEM seriam tornadas obrigatória ainda este ano, houveram muitas manifestações e posições diferentes a respeito da medida. Alguns professores e especialistas em educação afirmam que não são contra o ENEM, mas sim contra a forma apressada como ele é imposto aos alunos e a comunidade escolar.

No entanto, mesmo com as polemicas criadas, e isso é democracia, o ENEM é visto pela maioria como uma decisão acertada do Governo que com isso vai tornar mais igualitário o acesso as universidades federais, oportunizando a todos um processo seletivo igual. As provas do ENEM serão divididas em dois dias, terão ao todo 180 questões objetivas mais uma redação, e será exigido conhecimento em quatro áreas especificas: linguagens e redação, ciências humanas, ciências da natureza e matemáticas, todas as quatro com a extensão e suas tecnologias, que não é muito claro ainda.

Entretanto as entrevistas concedidas pelo Ministro da Educação acerca do novo ENEM deixam claro que as provas devem exigir conteúdos ministrados no ensino médio, sem exigir fórmulas, datas e outras decorebas, assim como também não haverá as famosas pegadinhas dos processos de vestibular e outros tipos de seleção, pois o objetivo é mesmo mensurar o conhecimento do aluno, e não uma prova para verificar quem é mais esperto.

Na teoria, o projeto do novo Enem como tem sido chamado o ENEM é muito bom e justo, precisamos verificar na prática como vai desenvolver, e isso só poderá ser analisado depois da aplicação das provas que vão acontecer no início de outubro.

Um dos principais pontos positivos no ENEM é o fato de que as provas vão ser consideradas para o processo seletivo das Universidades Federais, aumentando as chances de pessoa que não tem condições de frequentar cursinhos e escolas particulares.

As informações do MEC garantem que das 55 Universidades Federais existentes no Brasil, 42 já anunciaram que vão utilizar as provas do ENEM para compor a classificação final dos candidatos no processo de vestibular, e ainda no vestibular, 4 dessas universidades vão utilizar somente a prova do ENEM como classificação, atitude que deve ser seguida pela demais universidades nos próximos eventos.

Esse parece ser um novo processo de resgate da educação e da cidadania que se inicia, trazendo oportunidades mais paritárias para que todos os jovens possam ter acesso a universidade, desde que estejam realmente preparados, sem favorecimentos nem artifícios.

A reforma da educação é um árduo processo que precisa iniciar para que no futuro possamos ter uma sociedade formada por homens e profissionais mais conscientes e qualificados, e o ENEM talvez seja o primeiro passo deste longo caminho!

Educação

INEP divulga informações sobre o próximo Exame

Inscrições do Enem 2021: Na tarde de hoje o MEC – Ministério da Educação divulgou, em parceria com o INEP – Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira, as regras do Exame Nacional do Ensino Médio – Enem 2021.

O exame, que chega à sua décima oitava edição em 2019, é sem dúvidas de fundamental importância aos estudantes que buscam por uma vaga e/ou bolsa nas melhores instituições de ensino superior do país.

Isto por que com o desempenho obtido no Enem 2019 os candidatos poderão se inscrever e concorrer às oportunidades disponibilizadas através dos programas do Governo Federal, como Prouni – Programa Universidade Para Todos e Sisu – Sistema de Seleção Unificada.

Na próxima semana (segunda-feira, dia 18 de maio) será divulgado o Edital Enem 2019 no Diário Oficial da União. O edital trará todas as regras e informações das inscrições do Enem 2019.

Antes mesmo da divulgação das regras do Enem os estudantes já procuravam e aguardavam ansiosamente por novidades e possíveis mudanças no exame.

Para este ano a única mudança significativa é em relação ao valor da taxa de inscrição do exame, que deixou de ser R$ 35,00 e passou a ser de R$ 63,00.

Nos últimos meses muito se falou da possibilidade da aplicação online das provas do Enem, porém esta novidade deve ser aplicada somente a partir da edição de 2016.

Edital

Além de estabelecer o prazo de inscrições do Enem 2020, o Edital define também todas as outras datas do exame, como o prazo para o pagamento da taxa de inscrição, da aplicação das provas, divulgação dos gabaritos e disponibilização dos resultados oficiais.

Outra regra definida pelo edital está relacionada à declaração de carência e pedido de isenção de pagamento do boleto do Enem 2021.

Assim que for divulgado o edital poderá ser acessado no próprio Diário Oficial da União (DOU) ou pela página oficial do exame, no endereço eletrônico.

Inscrições do Exame

As inscrições estarão abertas entre os dias 25 de maio e 05 de junho, disponíveis exclusivamente no site mencionado acima (Veja o passo a passo para se inscrever).

É preciso ter atenção especial em alguns dos passos das inscrições do Enem 2020, pois é neste momento que o estudante faz todas as suas escolhas para os dias das provas, como a opção de língua estrangeira (inglês ou espanhol), se há necessidade de atendimento diferenciado e/ou específico, se deseja utilizar o seu desempenho para obter certificação de conclusão do ensino médio e qual a cidade de realização das provas.

Estas opções ficam disponíveis para alteração somente durante o período de inscrições.