Educação

Inscrições para o Exame nacional do Ensino Médio

As inscrições para o ENEM – Exame nacional do Ensino Médio iniciaram segunda-feira e até sexta às 17 horas já eram quase um milhão de inscritos em todo o país. O número superou as expectativas do MEC, uma vez que as inscrições se encerram somente no dia 17 de julho.

O portal na internet recebeu 1,3 milhões de visitas, inclusive de outros 64 países, o que demonstra que o programa está tendo uma grande e positiva repercussão não somente no Brasil, mas também em outras nações.

Desde o anuncio de que as provas do ENEM seriam tornadas obrigatória ainda este ano, houveram muitas manifestações e posições diferentes a respeito da medida. Alguns professores e especialistas em educação afirmam que não são contra o ENEM, mas sim contra a forma apressada como ele é imposto aos alunos e a comunidade escolar.

No entanto, mesmo com as polemicas criadas, e isso é democracia, o ENEM é visto pela maioria como uma decisão acertada do Governo que com isso vai tornar mais igualitário o acesso as universidades federais, oportunizando a todos um processo seletivo igual. As provas do ENEM serão divididas em dois dias, terão ao todo 180 questões objetivas mais uma redação, e será exigido conhecimento em quatro áreas especificas: linguagens e redação, ciências humanas, ciências da natureza e matemáticas, todas as quatro com a extensão e suas tecnologias, que não é muito claro ainda.

Entretanto as entrevistas concedidas pelo Ministro da Educação acerca do novo ENEM deixam claro que as provas devem exigir conteúdos ministrados no ensino médio, sem exigir fórmulas, datas e outras decorebas, assim como também não haverá as famosas pegadinhas dos processos de vestibular e outros tipos de seleção, pois o objetivo é mesmo mensurar o conhecimento do aluno, e não uma prova para verificar quem é mais esperto.

Na teoria, o projeto do novo Enem como tem sido chamado o ENEM é muito bom e justo, precisamos verificar na prática como vai desenvolver, e isso só poderá ser analisado depois da aplicação das provas que vão acontecer no início de outubro.

Um dos principais pontos positivos no ENEM é o fato de que as provas vão ser consideradas para o processo seletivo das Universidades Federais, aumentando as chances de pessoa que não tem condições de frequentar cursinhos e escolas particulares.

As informações do MEC garantem que das 55 Universidades Federais existentes no Brasil, 42 já anunciaram que vão utilizar as provas do ENEM para compor a classificação final dos candidatos no processo de vestibular, e ainda no vestibular, 4 dessas universidades vão utilizar somente a prova do ENEM como classificação, atitude que deve ser seguida pela demais universidades nos próximos eventos.

Esse parece ser um novo processo de resgate da educação e da cidadania que se inicia, trazendo oportunidades mais paritárias para que todos os jovens possam ter acesso a universidade, desde que estejam realmente preparados, sem favorecimentos nem artifícios.

A reforma da educação é um árduo processo que precisa iniciar para que no futuro possamos ter uma sociedade formada por homens e profissionais mais conscientes e qualificados, e o ENEM talvez seja o primeiro passo deste longo caminho!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *